atitudes1

 

Existem seres humanos-vaso, cuja única meta é armazenar conhecimentos, objetos e dinheiro. São aqueles que acreditam saber tudo que há para saber: ter tudo o que há para ter e consideram sua tarefa terminada quando concluíram o armazenamento. Não podem compartilhar sua alegria nem por a serviço dos demais os seus talentos, nem sequer repartir conhecimento. São extraordinariamente estéreis, servidores do seu egoísmo, carcereiros de seu próprio potencial humano.

Por outro lado existem os seres humanos-canal, são aqueles que passam a vida fazendo e fazendo coisas. Seu lema é: “produzir, produzir e produzir”. Não estão felizes se não realizam muitas atividades e todas com pressa, sem perder um minuto. Acreditam estar a serviço dos demais, fruto de sua neurose produtiva, quando, na verdade, agir sem parar é o único modo que têm de acalmar suas carências; dão, dão e dão; mas não retêm. Seguem dando e se sentem vazios.

Mas também podemos encontrar seres humanos-fonte, que são verdadeiros mananciais de vida. Capazes de dar sem se esvaziar, de oferecer sua água sem terminarem secos. São aqueles que nos salpicam “gotinhas” de amor, confiança e otimismo, iluminando com seu reflexo nossa própria vida.

*************************

There are human beings-vessel, whose only goal is to store knowledge, objects and money. Are those who believe they know everything there is to know: have everything there is to have and consider their job finished when they concluded the storage. They may not share your joy nor by the service of other talents, nor distribute knowledge. Are extraordinarily sterile, servers of his selfishness, warden of their own human potential.

On the other hand there are the human beings-channel, are those who spend their lives making and doing things. His motto is: “to produce, produce, produce”. They are not happy if you do not carry out many activities and all in a hurry, without losing a minute. They believe to be at the service of the other, the fruit of their neurosis productive, when, in fact, act without stopping is the only mode that has to soothe their shortcomings; give, give and give; but does not retain. Follow giving and feel empty.

But we can also find human beings-source, who are the real springs of life. Able to give without emptying, to offer their water without.Are those who punctuate “droplets” of love, confidence and optimism, illuminating with its reflection our own life.