A vida é difícil ou é apenas você que a vê sendo difícil?
Chegando a uma parte da estrada que se abria em dois caminhos, o jovem parou. O da esquerda era liso e plano e descia, um caminho fácil, aparentemente. Mas algo nele parecia ruim. O da direita era irregular e subia, era um caminho difícil, mas que parecia melhor. O jovem escolheu o último, e depois de uma longa e exaustiva caminhada se viu no topo de uma montanha. Embaixo, podia ver o fim da outra estrada, um lugar escuro e frio. O caminho até o alto foi mais desgastante e árduo, mas a conquista valeu a pena. Seus olhos viam o mundo com alegria e satisfação, diferente dos que escolhem descer e andar aos passos confortáveis da facilidade. A visão vai além do que está em frente. Ela vê aquilo que está dentro e reflete em tudo que está fora. O caminho certo pode render uma vista melhor.

Agora quando, na estrada da vida, tropeçamos e caímos, temos duas escolhas:

A PRIMEIRA:

Criar coragem para nos erguer, chacoalhar a poeira da roupa e seguir adiante.
A SEGUNDA:

Aguardar que alguém, passando, nos dê a mão e nos ajude a levantar.
Esperar nos outros, é mais cômodo e muito confortável, mas podemos nos decepcionar profundamente. O melhor é depender de nós mesmos, e ainda que difícil, contar com nossa própria força.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*
Website (caso possua)